Entidades com projetos voltados à pessoa com deficiência assinam Termo de Colaboração com CMDCA

PORTAL RMSNEWS.COM.BR

Uma reunião realizada na Creche Especial Maria Claro, na manhã desta terça-feira (17), marcou o encontro entre membros do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), ligado à Secretaria da Cidadania (Secid), e as cinco instituições que receberão verba do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Funcad) destinada a projetos com foco na pessoa com deficiência, os quais foram selecionados a partir do Edital 003/21, publicado no dia 20 de julho. Na oportunidade, os representantes dessas instituições assinaram o Termo de Colaboração, com o qual assumem o compromisso de realizar as ações propostas e apresentadas mediante o edital de chamamento.

“Este tem sido um ano desafiador, mas, agora, podemos respirar um pouco mais e levar adiante os nossos projetos”, disse Lilia Grosso, presidente do Instituto Maria Claro, anfitriã do encontro e gestora de uma das instituições contempladas.

“O CMDCA está aberto a todos que têm a mesma causa, ou seja, o bem-estar das crianças e dos adolescentes do nosso município. Há dois anos, o Conselho vem também discutindo sobre políticas públicas que atendam às necessidades das crianças com deficiência. Poder proporcionar essa verba para estas instituições é, portanto, nosso papel e nossa missão”, afirmou a conselheira Angélica Lacerda Cardoso, presidente do CMDCA.

Foram selecionadas as seguintes instituições, com o valor aproximado para cada projeto de R$ 60 mil: Associação Amigos dos Autistas de Sorocaba (AMAS), representada pelo presidente Celso Leuginser Humaitá; Associação Amigos dos Deficientes (AMDE), com o presidente José Osvaldo Gonçalves; Associação Pais e Amigos dos Excepcionais de Sorocaba (APAE), representada pelo presidente Fábio Nobuhiro Umezu; Associação Sorocabana de Atividades para Deficientes Visuais (ASAC), com o presidente Nilton Cruz Jr.; e Instituto Maria Claro, da presidente Lilia Grosso; com os projetos:

AMAS: Projeto “Musicautistas”

Objetivo geral: ampliar a capacidade de inclusão social da pessoa com TEA (Transtorno do Espectro Autista), levando-a a conquistar mais autonomia, por meio das experiências vivenciadas com a música.

AMDE: Projeto “Teabraço”

Objetivo geral: oferecer garantia e efetivação de direitos; contribuir para a melhoria da qualidade de vida e o fortalecimento do vínculo familiar; promover a autonomia e a inclusão social dos usuários.

APAE: Projeto “Intervenção Psicopedagógica para Crianças e Adolescentes com Deficiência Intelectual”

Objetivo geral: ampliar a ofertar de atendimento psicopedagógico a crianças e adolescentes com deficiência intelectual ou múltipla do município de Sorocaba, promovendo o desenvolvimento e o aperfeiçoamento de funções neurocognitivas, auxiliando no processo de inclusão escolar.

ASAC: Projeto “Integração”

Objetivo geral: as oficinas têm como finalidade a integração do grupo e o fortalecimento de vínculo, com empatia, compreensão e sentimento de pertencimento, visando à inclusão de crianças e adolescentes com deficiência visual.

Instituto Maria Claro: Projeto “Programa de estimulação precoce e fortalecimento familiar na primeira infância”

Objetivo geral: acompanhamento sistematizado de crianças com atraso no desenvolvimento, bem como a orientação sociofamiliar, por meio de acolhimento e escuta das famílias que buscam pelo atendimento, oferecendo às crianças atendimento terapêutico multidisciplinar.

Somente foi possível encaminhar recursos para essas importantes instituições, atuantes há anos no município, graças aos valores que empresas e pessoas físicas destinam ao Funcad (Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente). Trata-se de uma parcela do valor de impostos pagos e que podem permanecer no município, sendo redirecionados a esse Fundo, voltado à criação de políticas públicas e projetos para benefício de crianças e adolescentes. “Sorocaba destinou R$ 1 milhão na última arrecadação, mas tem potencial para chegar a mais de R$ 14 milhões. Basta perguntar ao contador como fazer isso”, sugere a presidente do CMDCA, Angélica Lacerca Cardoso. Para mais informações, entre em contato com o CMDCA, pelo telefone (15) 3231-5300.

 

 

VEJA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PREMIO MELHORES DE 2021
RMS NEWS SHOPPING

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist