Rodízio de água em Sorocaba economiza 16 mil m³ por dia e nível de Itupararanga atinge 50,07%

PORTAL RMSNEWS.COM.BR

O rodízio de água em Sorocaba gerou uma economia média diária de 16 mil metros cúbicos, quantidade suficiente para abastecer uma cidade de 80 mil habitantes, por dia, e equivalente a oito piscinas olímpicas, também ao dia. Colocado em prática pela Prefeitura de Sorocaba, por meio do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), o plano de racionamento também superou a meta na recuperação do nível da represa de Itupararanga que, nesta segunda-feira (4), opera com 50,07% da sua capacidade total, sendo que a meta era de 40%.

O sistema de rodízio teve início em 17 de janeiro, abrangendo toda a cidade, e prosseguiu até as 5h do último domingo (3). O volume total economizado no período foi de 1.200.000 m³, ou seja, o suficiente para abastecer Sorocaba toda por 10 dias.

“O resultado positivo é decorrente da economia de água feita pela população, somada às ações operacionais promovidas pelo Saae/Sorocaba e às chuvas no período. Os dados mostram que a realização do racionamento foi acertada, sobretudo, para o objetivo principal, que era aumentar o nível de Itupararanga e contribuir para enfrentar a crise hídrica que atinge todo País”, aponta o diretor-geral do Saae/Sorocaba, Tiago Suckow.

A redução efetiva na captação de água da Represa de Itupararanga, via Estação de Tratamento de Água (ETA) Cerrado, registrou uma média de 10% (195 litros/seg), com picos acima de 20% na última semana de janeiro. Os dois outros sistemas que também abastecem a cidade, Castelinho/Ferraz e Ipaneminha, estão hoje com 90% de sua capacidade.

“Em março, ultrapassamos os 40% do nível da represa de Itupararanga, que já era satisfatório, e ampliamos a meta para 50%, a fim de garantir uma situação mais confortável, índice que, mais uma vez, foi atingido e, o melhor de tudo, causando o mínimo transtorno possível à população”, complementa.

Desde o início do rodízio, foram realizadas 19 rodadas, alternando períodos com e sem abastecimento, distribuídos e intercalados por todas as regiões da cidade, sempre no horário noturno.

 Desperdício e multas

No período do rodízio, o Saae/Sorocaba recebeu 542 denúncias de desperdício de água e todas foram checadas, por meio de visitas aos locais e notificações. Desde o dia 17 de janeiro, foram emitidas 33 notificações de flagrante de desperdício de água, das quais 28 já geraram multas, com valores que variam de R$ 374,80 a R$ 1.250,80.

“As multas cessaram legalmente com o fim do rodízio, mas as visitas feitas por equipes de Fiscalização e Educação Ambiental do Saae/Sorocaba, para conscientizar sobre uso racional da água aos moradores, vão sempre continuar”, adianta Tiago Suckow.

Nesse sentido, a autarquia mantém, de forma reforçada, a estrutura de atendimento ao público, seja presencial ou por meio eletrônico, para prestar todas as informações necessárias. Uma forma de contato é pelo WhatsApp (15) 99850-3936, assim como via sistema Fale Conosco, pelo e-mail: fale@saaesorocaba.sp.gov.br, e pelo telefone: (15) 3224-5858.

Inclusive, tais canais também podem ser usados para denúncias anônimas, em caso de constatação de desperdício de água tratada, sobretudo, na lavagem de calçadas, ruas e carros com mangueira e em manter torneiras, canos ou reservatórios eliminando água. O ideal é informar o endereço da ocorrência e, se possível, enviar fotos, que contribuam na apuração.

“O rodízio acabou em Sorocaba, mas fica o compromisso que todo cidadão precisa ter com o meio ambiente e o abastecimento, em fazer o uso consciente da água, sempre, independentemente de haver, ou não, contingência ou multa. O apoio de todos é fundamental”, alerta o diretor-geral do Saae/Sorocaba.

VEJA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PREMIO MELHORES DE 2021
RMS NEWS SHOPPING

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist